Escola Portuguesa de Macau distinguiu melhores alunos

| País

A Escola Portuguesa de Macau distinguiu hoje os seus melhores alunos do ano lectivo passado com a atribuição de menções e prémios a cerca de uma centena de estudantes.

Em declarações à agência Lusa, Maria Farinha Simões, subdirectora da instituição, explicou que foram atribuídos cerca de 120 prémios como as Menções de Excelência, destinados a destacar o trabalho dos alunos de todas as turmas com uma média de cinco (ou o equivalente caso as notas não sejam numéricas) e não tenham qualquer nota inferior a quatro.

As Menções de Mérito, atribuídas aos alunos do quarto ano, pretendem distinguir os alunos que ao longo do primeiro ciclo "revelaram uma evolução muito significativa" e que "tenham boas notas".

Além das Menções são atribuídos prémios pecuniários, placas e diplomas oferecidos por diversas entidades como os Serviços de Educação de Macau, que destacam os melhores alunos de determinados anos e ainda os melhores em disciplinas como matemática e português.

O "melhor" prémio pecuniário, de cerca de 4.300 euros, foi entregue a Miguel Morgado, que concluiu o 12º com as melhores notas da Escola Portuguesa de Macau e de todo o ensino em língua veicular portuguesa na Região Administrativa Especial de Macau.

"Estes prémios, incluindo as menções, destinam-se a destacar o esforço, a dedicação e a perseverança dos nosso alunos bem como a estimular a dedicação dos estudantes que gostam sempre de ver reconhecidos os seus méritos", explicou ainda a mesma responsável.

Além da Escola Portuguesa de Macau e dos Serviços de Educação são atribuídos os prémios da Fundação da Escola Portuguesa (proprietária da instituição), a Associação dos Antigos Alunos do Liceu de Macau e as Fundações Choi e Henry Fok.

A Escola Portuguesa de Macau, criada no ano lectivo 1998/99, tem cerca de 600 alunos e 49 professores, distribuídos por todos os níveis de ensino a partir do primeiro ano do ensino básico.

A informação mais vista

+ Em Foco

A Festa dos Tabuleiros regressa às ruas da cidade de Tomar. Um longo desfile em que 750 tabuleiros são transportados por mulheres.

    Os líderes europeus não chegaram a acordo sobre quem deve liderar a União nos próximos cinco anos.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.