Governo admite que resíduos de Itália sejam depositados em aterro

| País
Governo admite que resíduos de Itália sejam depositados em aterro

A ver: Governo admite que resíduos de Itália sejam depositados em aterro

As várias análises efetuadas no Laboratório do Instituto Superior Técnico revelam que o lixo está dentro dos parâmetros adequados para serem depositados em aterro.

O lixo chegou a Portugal em outubro, proveniente de Nápoles com a classificação de urbano, mas a Agência Portuguesa do Ambiente não fiscalizou a perigosidade dos resíduos.

A RTP denunciou a situação, o negócio foi suspenso e a Inspecção Geral do Ambiente mandou recolher amostras para análise.

As quase 3 mil toneladas de lixo ficaram a aguardar pelos resultados em Setubal e receberam agora a luz verde do ministério do Ambiente: o lixo não está contaminado e pode ser depositado em aterro.

O Governo já notificou o Centro Integrado de Tratamentos de Resíduos Industriais.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em entrevista à RTP, o candidato derrotado nas diretas do PSD diz que o partido deve serenar após o Congresso e admite que vai ser “muito difícil ganhar eleições" no quadro atual.

Nicolás Maduro quer alargar poderes e, para tal, leva a cabo eleições antecipadas. É um "golpe constitucional", na leitura de Filipe Vasconcelos Romão, comentador da Antena 1.

Abrir uma torneira e vê-la jorrar água. É um ato tão comum que nunca imaginamos um dia em que tal quadro possa desaparecer. Algo que está prestes a tornar-se realidade na África do Sul.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.