Investigadores antecipam até três anos deteção precoce do Alzheimer

| País
Investigadores antecipam até três anos deteção precoce do Alzheimer

A ver: Investigadores antecipam até três anos deteção precoce do Alzheimer

Investigadores estão a conseguir antecipar até três anos o diagnóstico de Alzheimer e a atrasar os danos neurológicos da doença.

A deteção precoce passa por um teste inovador aos circuitos elétricos do cérebro.

O Centro de Neuropsicologia e Neurociências do Porto vai fazer parcerias com hospitais e unidades de intervenção para recrutar potenciais doentes e desenvolver o biomarcador de alerta.

A informação mais vista

+ Em Foco

O presidente da Câmara dos Comuns é, digamos assim, o equivalente ao presidente da Assembleia da República em Portugal.

Neste Manual do Brexit, explicamos em 12 pontos o que está em causa e os cenários que se colocam.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      A entrevista ao ativista de Direitos Humanos para o programa Olhar o Mundo.