Investigadores antecipam até três anos deteção precoce do Alzheimer

| País
Investigadores antecipam até três anos deteção precoce do Alzheimer

A ver: Investigadores antecipam até três anos deteção precoce do Alzheimer

Investigadores estão a conseguir antecipar até três anos o diagnóstico de Alzheimer e a atrasar os danos neurológicos da doença.

A deteção precoce passa por um teste inovador aos circuitos elétricos do cérebro.

O Centro de Neuropsicologia e Neurociências do Porto vai fazer parcerias com hospitais e unidades de intervenção para recrutar potenciais doentes e desenvolver o biomarcador de alerta.

A informação mais vista

+ Em Foco

A Festa dos Tabuleiros regressa às ruas da cidade de Tomar. Um longo desfile em que 750 tabuleiros são transportados por mulheres.

    Os líderes europeus não chegaram a acordo sobre quem deve liderar a União nos próximos cinco anos.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.