Liliana Melo continua a lutar pelo regresso dos sete filhos à casa da família

por Helena Sousa e Silva

Liliana Melo nunca se conformou com a decisão do Tribunal de Sintra, lhe retirou os sete filhos, e queixa-se de excesso de zelo das autoridades.

O Tribunal Europeu dos Direitos do Homem condenou o Estado Português por violação dos direitos humanos no caso da cabo-verdiana Liliana Melo.

Em 2012, a justiça portuguesa decidiu retirar os sete filhos à mãe, que perdeu todos os recursos, estando apenas pendente a decisão do Tribunal Constitucional.

A queixa de Liliana está relacionada com a falta de contacto com os filhos, durante a pendência do processo.

As crianças estão em instituições de acolhimento há quatro anos.