"A palavra de um comunista vale tanto como um papel assinado", diz João Oliveira

| Política
A palavra de um comunista vale tanto como um papel assinado, diz  João Oliveira

É preciso aclarar o acordo para que se possa falar numa alternativa a este Governo, defende o PS.

Já o líder parlamentar do PCP, João Oliveira, não avança quando vai ser apresentado o acordo dos partidos à esquerda, nem a forma que vai assumir, mas garante que a palavra do PCP vale tanto como um papel assinado.

As negociações sobre um acordo à esquerda continuam e o entendimento só deve ser apresentado depois do debate do programa PSD/CDS marcado para 9 e 10 de novembro.

Nesse debate podem vir a ser apresentadas moções de rejeição dos três partidos à esquerda. Mas, como apurou a Antena 1, a ideia de uma moção conjunta continua a ser uma opção.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.