Pela primeira vez em Portugal também se vota em Braille

por RTP

As pessoas com deficiência visual podem assim exercer o direito de voto de forma autónoma nestas eleições europeias. Em todas as mesas de voto do país há boletins em braille.

É entregue uma matriz com o boletim de voto no interior, onde se pode identificar os partidos e assinalar a cruz. Cada partido corresponde a um número.

Até agora, as pessoas cegas dependiam de uma pessoa que as acompanhasse e assinalasse por elas.

A secretária de Estado para a inclusão das Pessoas com Deficiência também já votou em Vila Franca de Xira.