Programas tv

A Mulher que Acreditava ser Presidente dos E.U.A.

A Mulher que Acreditava ser Presidente dos E.U.A.

Géneros

  • Filmes

Informação Adicional

Um filme assinado por João Botelho, com Alexandra Lencastre no papel de uma iludida presidente

Esta é a história de uma mulher que vive em Lisboa, no cotovelo da Rua Washington, e que acredita mesmo, e de verdade, que é a Presidente dos Estados Unidos da América. A casa é pequena quando vista do exterior - talvez mesmo muitíssimo pequena - mas à medida da crença da sua inquilina, ela é enorme no seu interior, onde tem todas as condições para ser a Casa Branca. Que é como a mulher lhe chama, tal como fala na Sala Oval quando pensa na sala perfeitamente rectangular onde toma todas as suas importantes decisões. Nas vésperas do seu 37º aniversário, e decidida a proporcionar a todas as mulheres do mundo um dia extraordinário e que lhe garanta a reeleição, ela atarefa-se na preparação de uma festa de arromba, entre sessões de beleza, entrevistas aos mais importantes órgãos de comunicação social, decisões de impacto planetário e discussões com a velha mãe (que mantém escondida na cave), ao mesmo tempo que se desmultiplica em ordens à inúmera legião de criadas e ao numeroso séquito de mulheres que constituem o núcleo duro de amigas politicamente fiéis. Para finalmente acabar nas inconfessáveis confissões à sua Secretária de Estado...

Ficha Técnica

Título Original
A Mulher que Acreditava ser Presidente dos E.U.A.
Intérpretes
Alexandra Lencastre, Paula Guedes, São José Correia, Patrícia Guerreiro, Conchita Sacchetti
Realização
João Botelho
Produção
Paulo Branco
Autoria
João Botelho, a partir de uma ideia de Leonor Pinhão
Ano
2003
Duração
114 minutos