Declaração de Melo Antunes em 26 de Novembro: a mão estendida ao PCP

| O outro lado do 25 de Novembro
Declaração de Melo Antunes em 26 de Novembro: a mão estendida ao PCP

A ver: Declaração de Melo Antunes em 26 de Novembro: a mão estendida ao PCP

Numa longa declaração emitida no dia seguinte à vitória novembrista, um dos vencedores, o conselheiro da Revolução Melo Antunes afirmou que considerava indispensável a participação do PCP na construção do socialismo.

Em 26 de Novembro de 1975, o major Melo Antunes, conselheiro da Revolução, verberou os "desvarios" de militares e civis que quiseram promover ideias por ele consideradas pseudo-revolucionárias. Falou ainda da "desagregação das estruturas do Estado que ameaçavam tornar-se irreversíveis", verificáveis nos meses anteriores.

Melo Antunes referiu-se à sublevação dos páraquedistas como uma causa próxima da crise mais recente, tendo havido vários outros factores que ultrapassaram largamente a mera sublevação dos páraquedistas.

O ideólogo do "Grupo dos Nove" emitiu um rasgado louvor a Jaime Neves, comandante do regimento de comandos, e passou daí a apelar a uma acalmia da situação, com vista a uma transição para o socialismo sobre carris democráticos, dando corpo a um "projecto viável de esquerda".

Melo Antunes descartou ainda os caminhos de "retorno directo ou indirecto às formas de organização capitalista da sociedade", que considerou "para sempre cortadas".

E, ao defender uma "sociedade pluralista, em transição pacífica para o socialismo", sublinha que considera muito importante o PCP participar num socialismo com essas características. Era este o ponto essencial da declaração de Melo Antunes, que delimitava o terreno relativamente a outros vencedores do 25 de Novembro, e que ficou conhecido como o seu beau geste, de mão estendida aos putativos vencidos, na hora da vitória.

A informação mais vista

+ Em Foco

A Grécia voltou a ser a principal porta de entrada de candidatos ao estatuto de refugiados, como constatou a enviada especial da RTP a Lesbos, Rosário Salgueiro.

A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.