NASA oferece a Lua em UHD-4K

| Ciências

A NASA dá agora a conhecer a Lua em UHD-4K
|

Ver a Lua, lá em cima, numa noite estrelada é como olhar para uma tela de cinema. Mas poder ver este satélite natural ainda mais de perto, como se o sobrevoássemos, é certamente muito melhor.

Este é o desafio que a NASA disponibiliza aos internautas através das imagens em Ultra Alta Definição - 4K, captadas pela sonda norte-americana Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO).

A viagem dura aproximadamente cinco minutos e transporta-nos para a órbita lunar, dando a conhecer alguns dos pontos mais míticos do cinzento astro.

As imagens recolhidas pela câmara instalada na LRO, em órbita desde 2009, e agora divulgadas têm maior resolução (3840x2160p); logo, uma qualidade quatro vezes superior ao Full HD, permitindo visualizar detalhes importantes.

Sobrevoar a Lua sem sair de casa
O passeio virtual 4k oferecido pela NASA visita vários locais interessantes e familiares entre os observadores profissionais e amadores na Terra para ilustrar uma variedade de características do terreno lunar.

Entre eles as grandes e antigas crateras (Orientale, South Pole-Aitken), bem como as crateras menores e mais jovens (Tycho, Aristarchus).

Nesta viagem de cortar a respiração ficamos também a conhecer algumas áreas constantemente expostas à sombra junto às zonas polares, onde fotografar é difícil. Com os instrumentos da LRO, torna-se mais fácil medi-las com altimetria.

A viagem em “Ultra Alta Definição” – 4K mostra-nos também o que resta da ultima missão humana à Lua: Apollo 17, em 1972, no vale lunar de Taurus-Littrow.

Neste local as imagens do LRO revelam-nos o percurso e os rastos no solo lunar, bem como os artefactos espaciais, como o Rover Lunar, que ainda hoje permanecem inalterados e como que congelados no tempo.
Lunar Reconnaissance Orbiter
Em outubro de 2011 a agência espacial norte americana (NASA) promoveu uma viagem virtual, de cinco minutos, que nos levou a conhecer melhor a Lua. Seis anos depois esta viagem é recriada, mas desta vez com uma resolução de imagem em 4K.

O passeio orbital é possível porque em redor da Lua está a sonda Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO), que tem entre os seus inúmeros instrumentos câmaras de vídeo de alta resolução.

Aproveitando a viagem realizada anteriormente e expandido o conjunto de dados coligidos pela LRO durante os últimos anos, a NASA dá agora ao internauta a oportunidade de conhecer melhor o satélite natural do planeta Terra.

Instrumentos a bordo da LRO


A Lunar Reconnaissance Orbiter possui vários instrumentos que ajudam a NASA a caracterizar a superfície da Lua.

O poderoso equipamento torna o astro mais nítido e revela novos conhecimentos sobre o corpo celeste mais próximo da Terra.



A LRO é composta por seis instrumentos e uma demonstração de tecnologia.

  • RADIAÇÃO - Telescópio de Raios Cósmicos para os Efeitos da Radiação;
  • INFRAVERMELHOS - Experiência do Radiómetro Lunar Diviner;
  • ULTRAVIOLETA - Projeto de Mapeamento Lyman Alpha;
  • NEUTRONS - Detetor de Neutrões de Exploração Lunar;
  • ELEVAÇÃO - Altímetro laser orbital lunar (Lunar Orbiter Laser Altimeter);
  • LUZ SOLAR - Câmara orbital Lunar Reconnaissance;
  • RADAR - Tecnologia de Mini-RF (Busca de depósitos de gelo de água no subsolo).

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.