Alterações climáticas ameaçam património histórico africano

por Carla Quirino - RTP
A maior mesquita do mundo construída em adobe localiza-se em Djenné, no Mali. É Património Mundial da Unesco Yves Herman - Reuters

Foram identificados diversos sítios arqueológicos e edificações históricas em risco de se perderem nas próximas décadas, caso as autoridades responsáveis pela gestão do património não intervenham na preservação dessa herança africana. O alerta surge num estudo sobre o impacto dos eventos climáticos sobre o universo patrimonial.

A comunidade científica estima que, até ao final do século XXI, a tendência erosiva associada ao aumento do nível do mar provocará um recuo da linha de costa até 240 metros.

As regiões costeiras do Continente Africano ficarão inundadas e os caudais dos rios vão transbordar cada vez mais, alterando os modos tradicionias de subsistência das populações.

Os episódios extremos e atípicos do clima acentuam a severidade do impacto na arte rupestre e edificações construídas de tijolos de barro, como a mesquita em Djenné no Mali. A lama para remendar a maior construção em adobe do mundo vem das planícies aluviais que dependem da inundação anual no Delta do rio Níger.

A imprevisibilidade das chuvas ameaça a composição dessa lama e, por sua vez, a sustentabilidade e a renovação das construções feitas de adobe. Se os gestos da comunidade forem alterados por necessidade de sobrevivência, a memória coletiva perder-se-á, perante os desafios do clima.
Este encadeamento de ação-reação preocupa os investigadores do estudo desenvolvido numa parceria entre universidades do Reino Unido, Quénia e Estados Unidos e apresentado na publicação AZANIA, dedicada à pesquisa arqueológica em África.

Os académicos pretendem colocar na agenda das políticas globais o debate dos efeitos destrutivos nos bens históricos, essenciais para o repositório de memória e reforço da identidade.

Este estudo identifica uma variada tipologia de lugares ameaçados pelo recuo da linha costeira que vão das zonas do litoral aos deltas dos rios do Continente Africano.
Tópicos
pub