Autarquia de Famalicão investe um milhão de euros em pólo da Casa das Artes

| Cultura

O presidente da Câmara de Famalicão, Armindo Costa, revelou que prevê gastar um milhão de euros nas obras de recuperação do Teatro Augusto Correia, em Riba de Ave, transformando aquele espaço num pólo da Casa das Artes.

O autarca social-democrata e Raul Ferreira, presidente da Fundação Narciso Ferreira, vão assinar a escritura de cedência do direito de superfície daquela sala de espectáculos, segunda-feira, dia 23 de Julho, pelas 10H30, nas instalações do teatro.

Construído nos anos 40, o Teatro Augusto Correia foi uma das muitas obras que a família do primeiro empresário têxtil do Vale do Ave edificou.

Em actividade até ao final do século XX, o espaço cultural foi encerrado por não oferecer condições de segurança para a realização de espectáculos.

O acordo entre a câmara de Famalicão e a Fundação Narciso Ferreira - a entidade que gere o vasto património deixado pelo empresário - prevê a cedência do direito de superfície do espaço cultural por um período inicial de 30 anos.

Caberá à autarquia realizar obras de restauro do edifício, transformando-o num pólo da Casa das Artes existente na cidade de Famalicão.

"Estamos a fazer os possíveis para que, em 2009, a recuperação esteja terminada", referiu à Lusa Armindo Costa.

O novo espaço dependerá da "programação e da gestão da actual Casa das Artes", disse Raul Ferreira.

Contudo, acrescentou, a Fundação Narciso Ferreira continuará "com algum poder" sobre o imóvel já que, os proprietários, farão parte do Conselho Consultivo que vai supervisionar o funcionamento daquele pólo da Casa das Artes.

"A Casa das Artes de Famalicão está a ficar sem capacidade para responder a todas as solicitações que lhe são feitas. Com o pólo, os eventos começam a ser divididos pelos dois espaços", afirmou o presidente da Fundação.

Em contrapartida pelo investimento que a Câmara de Famalicão vai realizar no Teatro Augusto Correia, a Fundação compromete-se a fazer obras no antigo mercado de Riba de Ave.

"A feira será gerida pela junta de freguesia e a Fundação Narciso Ferreira vai restaurar o mercado, construindo pequenas lojas para os comerciantes", adiantou Raul Ferreira.


A informação mais vista

+ Em Foco

Raptos e assassínios de opositores em países estrangeiros, levados a cabo pelos serviços secretos, têm um longo historial.

Logo após a recuperação das armas roubadas, o ex-chefe do Estado-Maior do Exército proibiu a PJ de entrar na base de Santa Margarida.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.

      Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.