Baptista Bastos considera que "obra de Fernando Lopes é uma espécie de autobiografia"

por Daniel Belo

O jornalista Baptista Bastos era amigo de longa data de Fernando Lopes. São dele as entrevistas que preenchem o filme-documentário "Belarmino". Olha para os filmes que vê como uma espécie de história da vida do realizador agora desaparecido.

Fernando Lopes, realizador de filmes como "Belarmino" (1964) e "Uma abelha na chuva" (1971), que dizia "beber demais, fumar demais" e comover-se demais, morreu hoje, aos 76 anos, no hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa.

(com Rui Mendes)
pub