Bienal Ibérica do Património Cultural abre hoje em Valladolid

| Cultura

A AR&PA - Bienal Ibérica do Património Cultural abre hoje em Valladolid, em Espanha, com Portugal a apresentar várias comunicações sobre o setor, nomeadamente, resultados preliminares do estudo "Património Cultural em Portugal: avaliação do valor económico e social".

No âmbito da AR&PA - Bienal Ibérica do Património Cultural, que se realiza até domingo no Centro Cultural Miguel Delibes, naquela cidade da região autónoma espanhola de Castela-Leão, têm lugar as Jornadas Técnicas, nas quais, hoje, são apresentados os resultados preliminares do estudo dado a conhecer, publicamente, em abril último, e que visa traçar conjeturas económicas para 4.000 pontos patrimoniais, e apresentar uma previsão de visitantes.

Em Valladolid, o estudo vai ser apresentado pela sua coordenadora, a historiadora de arte Catarina Valença Gonçalves, diretora-geral da Spira, agência de revitalização patrimonial, por José Tavares, da Nova School of Business and Economics, da Universidade Nova, e por José Maria Lobo de Carvalho, do Observatório do Património, também da equipa de coordenação.

Os "Dias do Património a Norte" sustentam outra apresentação nacional, hoje, nas jornadas, da responsabilidade da Direção Regional de Cultura do Norte.

Também hoje, mas à noite, atua a fadista Cristina Maria, acompanhada pelos músicos Ricardo Silva (guitarra portuguesa) e João Silva (viola), que apresenta o seu mais recente CD, "Livremente", editado este ano, produzido por António Neto e Fernando Nunes, e constituído por doze temas, entre os quais "Que Fazes Aí Lisboa", "Senhora da Nazaré" e "Senhora do Almortão".

A artista leva a Valladolid duas esculturas de sua autoria, produzidas este ano, "Amália Rodrigues", em mármore branco de Vila Viçosa e ferro, e "Guitarra Portuguesa", em mármore marroquino.

A bienal define-se como um espaço multidisciplar, reunindo diversos agentes culturais, desde instituic¸ões pu´blicas a fundac¸ões, empresas, ateliês de arquitetura e design, operadores turísticos temáticos, projetos de base territorial, empresas de conservac¸ão e restauro e de reabilitac¸ão urbana, universidades e centros de formac¸ão, entre outros.

Ns Jornadas Técnicas de Portugal inclui-se um `workshop` do mercado português, na sexta-feira, que conta, entre outras, com as participações da diretora-geral do Património Cultural, Paula Araújo Silva, num "Balanço e Perspetivas" das ações, no país, de Teresa Ferreira, do Turismo de Portugal, que abordará o tema "O Património como Recurso Estratégico na Afirmação do Destino", e de Gonçalo Lopes, da Comunidade Intermunicipal de Leiria, que falará sobre a "Região de Leiria: Naturalmente Cultural e Candidatura Leiria Capital Europeia Da Cultura 2027".

A este juntar-se-á uma abordagem da "Rede ibérica de mestres artesãos em construção tradicional", por Alejandro García Hermida, da Rede Internacional de Arquitectura Tradicional, e a apresentação do "Projeto conservação e restauro no Instituto Politécnico de Tomar", por Ricardo Triães, deste instituto.

No âmbito das participações musicais, além de Cristina Maria, a programação nacional apresenta, na sexta-feira, a Orquestra Jazz de Leiria, um projeto do músico César Cardoso, iniciado em fevereiro de 2011, o grupo AHKORDA, constituído por David Carvalhana (voz e bouzouki), Rafael Gomes (acordeão cromático bissonoro), e Samuel Louro (percussões), e ainda, no domingo, aulas de música de Aliste e Trás-os-Montes, uma das escolas de folclore da província espanhola de Zamora, que estende o seu âmbito geográfico a Trás-os-Montes.

No sábado, realiza-se a cerimónia de assinatura, pela bienal, do Convénio das Feiras Europeias "Herifair", e no domingo são entregues os prémiso da bienal, no âmbito de ações de valorização do património.

Tópicos:

Aliste Trás, Araújo, Carvalho, Convénio Feiras, Cristina, Fazes Aí, Gonçalo, Intermunicipal, Jazz, Nazaré, Politécnico, Samuel Louro, School Business, Teresa, Valladolid Valladolid,

A informação mais vista

+ Em Foco

O criador dos óculos de realidade virtual está a desenvolver tecnologia que vai transferir jogos de vídeo para os campos de batalha.

Reunimos aqui reportagens sobre as forças de elite portuguesas, emitidas por ocasião dos 100 anos do Armistício que pôs fim à I Guerra Mundial.

    O coração de Lisboa foi palco do maior desfile militar dos últimos 100 anos no país, por ocasião do centenário do Armistício que pôs fim à I Grande Guerra.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.