Câmara defende que festival FORTE ofereceu mais urbanidade a Montemor-o-Velho

| Cultura

O presidente da Câmara de Montemor-o-Velho, Emílio Torrão, sublinhou hoje que o festival de música eletrónica FORTE ofereceu "um conceito cosmopolita e urbanidade" a essa vila do distrito de Coimbra.

O festival, que atrai uma maioria de público estrangeiro, terminou no domingo e levou cerca de 4.500 pessoas por dia ao Castelo de Montemor-o-Velho (a lotação é de 5.000), informou hoje o município.

"O festival amadureceu, honrou sempre o seu compromisso, com um cartaz caríssimo, de renome internacional" e conquistou a própria comunidade da vila, sublinhou Emílio Torrão.

Questionado pela agência Lusa, o autarca realçou que "arrepia" ouvir diferentes línguas pela vila de Montemor-o-Velho, sendo recorrente constatar nos dias do festival "expositores inteiros no supermercado ficarem vazios" ou lojas que têm de reforçar os seus `stocks` porque "esgota tudo".

"Vi multidões ordeiras a divertirem-se à brava como se fosse em Barcelona ou em Berlim e só nos podemos sentir orgulhosos", disse o presidente da Câmara, destacando o cariz internacional do festival, com cerca de 70% do seu público estrangeiro, vindos de diferentes países da Europa, mas também da Austrália, do Japão, dos Estados Unidos ou de países da América do Sul.

Segundo Emílio Torrão, "não há nada" na vila "que não mexa com o FORTE", realçando que as pessoas de Montemor-o-Velho pedem ao autarca para não deixar "fugir este evento".

"É importante que o mesmo se continue a realizar", vincou, destacando ainda o facto de o festival estar "a tomar conta" de cada vez mais espaços da vila, como foi o caso na edição deste ano do Teatro Esther de Carvalho.

O evento levou até ao castelo de Montemor-o-Velho, entre sexta-feira e domingo, nomes da música eletrónica como Apart, Blawan, Oscar Mulero e Jeff Mills.

No sábado, teve início 23 horas consecutivas de música que se estenderam até às 21:00 de domingo, com o festival a ser encerrado por Michael Mayer, um dos fundadores da editora alemã Kompakt.

 

Tópicos:

Apart Blawan Oscar Mulero, Austrália, Câa Montemor, Esther, Montemor Velho Montemor Velho,

A informação mais vista

+ Em Foco

O ministro dos Negócios Estrangeiros considera, em entrevista à Antena 1, que Portugal tem a vantagem de não ter movimentos populistas organizados.

    Segundo um relatório da Amnistia Internacional, o número de mulheres vítimas de violência doméstica em Portugal continua elevado.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

        Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.