Cantor cabo-verdiano Fernando Quejas morre em Lisboa aos 83 anos

por Agência LUSA

O músico e cantor cabo-verdiano Fernando Quejas morreu sexta-feira em Lisboa, aos 83 anos, após internamento hospitalar, informou hoje a família.

Em Portugal, onde residia desde 1947, Quejas notabilizou-se aos microfones da Emissora Nacional, onde se manteve durante 25 anos.

Entre 1953 e 1960, gravou 22 discos para a editora "Alvorada", e colaborou também com a RTP, como autor e intérprete em programas sobre Cabo Verde.

A partir da década de 70, dedica-se a programas de rádio e espectáculos junto das comunidades portuguesa e cabo-verdiana, em Portugal e no estrangeiro.

Regressou a Cabo Verde em 1990, a convite do Governo, para um espectáculo na Assembleia Nacional, na Cidade da Praia.

Na sua terra natal, foi um dos sócios fundadores do Rádio Clube de Cabo Verde, estreando-se na primeira emissão radiofónica em directo da emissora.

O corpo de Fernando Quejas estará hoje em câmara ardente a partir das 16:30, na igreja do Santo Condestável, em Campo de Ourique, Lisboa.

A missa de corpo presente está marcada para Domingo às 12:00, seguindo-se o funeral no cemitério dos Olivais, às 14:00.

pub