Exposição de pintura de Adriana Proganó explora os maus comportamentos

por Lusa

Uma exposição de pintura de Adriana Proganó, na qual a artista explora o descontrolo das emoções e dos comportamentos, vai ser inaugurada na quinta-feira, na Galeria da Boavista, em Lisboa.

Intitulada "Bad Behaviour [Mau Comportamento]", a exposição tem curadoria de Sara Antónia Matos e Pedro Faro, e será inaugurada às 18:00 de quinta-feira, ficando patente até 24 de novembro deste ano.

A exposição propõe "uma imersão crítica no universo da pintura e da arte, na qual se exploram o descontrolo dos comportamentos e se valorizam os impulsos, a liberdade da ação humana, a desconstrução de cânones e da prática da arte", segundo a galeria.

São apresentadas várias pinturas a óleo sobre tela, numa montagem original animada por vários elementos decorativos e cenográficos, nomeadamente uma `obra-tapete` e uma `obra-escada`, "que configuram a experiência do espaço e da exposição como instalação", segundo a galeria.

Nas palavras dos curadores, nas pinturas de Adriana Proganó, e na forma como pensa o espaço na pintura, a artista "experimenta até onde pode ir a elasticidade dos corpos e das emoções, o limite da artificialidade, quebrando, de certo modo, uma determinada sensação de tédio na produção cultural".

"O significado de cada uma destas obras e situações propostas, reações a uma ideia de mundo regular, como lugar incompreensível, surge de uma ponderação aparentemente ingénua sobre vários dilemas contemporâneos, questionando os padrões, grelhas e regras a que somos subtilmente submetidos", prossegue a curadoria sobre o conceito das obras.

As suas pinturas são habitadas por figuras em posições aparentemente insólitas ou pouco convencionais, muitas vezes de pernas abertas e saias levantadas, desafiando escrúpulos e pudores sociais.

De nacionalidade luso-italiana, Adriana Proganó nasceu em 1992, na Suíça, e vive e trabalha nas Caldas da Rainha.

Licenciada em Artes Plásticas pela Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha (ESAD), em 2017, desenvolveu estudos de pintura da Accademia di Belli Arti, em Veneza, durante 2015 e 2016.

Está neste momento a terminar o mestrado de artes plásticas na ESAD.

Realizou a sua primeira exposição individual, "Garden", na Galeria Lehmann Silva, no Porto, em 2018, e participou em várias exposições coletivas, entre elas, a Bienal de Arte de Cerveira, em 2017, e a exposição "Take the risk", no Tómas Hipólito Studio, em Lisboa, em 2019.

Tópicos