Feira do Livro arranca hoje em Beja para uma semana a celebrar a palavra

por Lusa

A palavra "escrita, lida, dita e cantada" começa hoje a ser celebrada em Beja, por ocasião do início da 1.ª edição da Feira do Livro -- Solstício das Palavras, que prevê o lançamento de obras, conferências, exposição e espetáculos.

Esta feira do livro, que arranca às 18:00 de hoje e decorre até domingo, é organizada pela Câmara Municipal de Beja, em parceria com a Assesta - Associação de Escritores do Alentejo, com o apoio da Direção Regional de Cultura do Alentejo e da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas.

Em comunicado, o município alentejano explicou que, além do lançamento de obras, conferências, exposições e espetáculos, o programa inclui "um vasto leque de atividades em torno da palavra".

Tertúlias com escritores, sessões de autógrafos, atividades para pais e filhos e feira do imaginário - artesanato urbano são outros dos "ingredientes" desta semana "a celebrar a palavra escrita, lida, dita e cantada", indicou a câmara municipal.

Um total de 17 quiosques compõe a feira do livro, que decorre no Parque Vista Alegre, sendo nove deles de editoras nacionais, dois locais, um da Rede Intermunicipal de Bibliotecas do Baixo Alentejo, CIMBAL e BAD, outro dedicado à literatura africana - no âmbito do Plano Local de Integração de Migrantes -, três com exposição e venda de artesanato urbano e, o outro, um espaço institucional da autarquia.

Mais de 15 autores nacionais e de 10 autores locais vão passar, ao longo do evento, pela capital do Baixo Alentejo, para participarem em sessões de autógrafos, apresentações e várias tertúlias moderadas por Isabel Lucas (jornalista), Ana Daniela Soares (jornalista e escritora), Maria João Costa (jornalista e editora cultural na rádio), Helder Gomes (jornalista) e Filipa Melo (escritora e jornalista).

Na quinta-feira, às 18:30, no Centro UNESCO, vai ser lançada a 3.ª edição do Prémio Literário Joaquim Mestre, uma parceria da Assesta com a Direção Regional de Cultura do Alentejo e a Câmara Municipal de Beja.

Celina da Piedade, Siricaia, Joana Manuel, Cláudia Fonseca, Mafalda Vasques, Ana Rato e Buba Espinho são os nomes de artistas que vão "protagonizar" a "palavra cantada", no âmbito deste certame, em espetáculos musicais, leituras encenadas e contos, no Centro UNESCO ou no Pax Julia - Teatro Municipal de Beja.

"A palavra não confina", com ilustrações de Jorge Serafim", no Centro UNESCO, e "Fábula Rasa", com ilustrações de Joaquim Rosa e textos de Vítor Encarnação, na biblioteca, são as exposições que podem ser visitadas pelo público, este mês e no próximo.

Tópicos
pub