Governo italiano quer processar Fernando Botero por evasão fiscal

por © 2008 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

Lisboa, 11 Nov (Lusa) - O governo italiano quer processar o artista colombiano Fenando Botero por evasão fiscal, acusando-o de ter omitido sete milhões de euros de receitas desde 2003, o que o pintor e escultor refuta, segundo a Ansa.

Para o fisco italiano, Botero é residente monegasco, mas vive e trabalha há mais de 30 anos na Toscânia, em Pietrasanta, onde é proprietário de uma villa, sem nunca ter declarado ou pago impostos em Itália.

O montante da evasão fiscal é tamanho que ultrapassa o quadro de uma simples multa e abre a porta a um processo penal, sublinhou a mesma fonte.

"Não devo nada ao fisco italiano. Venho a Itália apenas dois meses por ano e dou trabalho às fundições e aos laboratórios de Pietrasanta", garantiu à agência Ansa o artista que se encontra, actualmente, fora do país.

"Vou clarificar a situação o mais depressa possível", acrescentou Botero.


pub