Lisboa recebe a partir de hoje festival de cinema FESTin dedicado às mulheres

| Cultura

O Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa - FESTin dedica às mulheres a oitava edição, que hoje começa em Lisboa, numa parceria com a programação da Capital Ibero-Americana de Cultura.

As responsáveis pelo festival, Adriana Niemeyer e Leia Teixeira, anunciaram, em conferência de imprensa no começo de fevereiro, que o FESTin contará com a exibição de mais de 70 filmes, entre hoje e a próxima semana no cinema São Jorge.

Por ser dedicado às mulheres e à relação com o cinema e audiovisual, destacam-se os documentários "Langidila, diário de um exílio sem regresso" (Angola), de José Rodrigues e Nguxi dos Santos, sobre a nacionalista Deolinda Rodrigues, e "Mulheres que cuidam de mulheres" (Brasil), de Otavio Chamorro e Fábio Brasil.

Haverá ainda uma retrospetiva da obra da realizadora portuguesa Margarida Gil e a exibição de "Migas de pan" (Espanha e Uruguai), de Manane Rodriguez, no âmbito de Lisboa, Capital Ibero-Americana de Cultura.

A encerrar o festival, no Dia Internacional da Mulher, será exibido "Elis", de Hugo Prata, sobre a cantora brasileira Elis Regina e protagonizado pela atriz Andreia Horta, que estará em Lisboa.

Da programação geral sobressaem sobretudo filmes brasileiros, em particupar primeiras longas-metragens, como "Animal político", de Tião - cujas curtas-metragens foram já exibidas em Cannes -, "Come back", de Erico Rossi, e "Para ter onde ir", de Jorane Castro.

Destaque ainda para a exibição de "Quase memória", de Ruy Guerra, moçambicano radicado no Brasil, que conta com as interpretações de Tony Ramos e Mariana Ximenes, estando confirmada a presença da atriz em Lisboa, dias depois de passar pelo Fantasporto.

O cinema português está representado no FESTin através de, entre outras, duas longas-metragens: "A floresta das almas perdidas", filme de terror de José Pedro Lopes, e "Uma vida à espera", de Sérgio Graciano.

O FESTin é organizado pela Associação Cultura e Cidadania da Língua Portuguesa.

Tópicos:

Cannes Come, Deolinda, Erico Rossi, FESTin, Leia, Otavio Chamorro, Ruy, Sérgio Graciano, Uruguai Manane Rodriguez,

A informação mais vista

+ Em Foco

Os dados do sistema de Informação de Fogos Florestais da União Europeia (EFFIS) indicam que só entre os dias 14 e 15 de outubro arderam em Portugal continental cerca de 200 mil hectares.

    Na primeira entrevista pós-autárquicas, à Antena 1, Jerónimo de Sousa não poupou nas palavras. Afirmou que o "Governo ficou mal na fotografia e subestimou a situação" dos fogos.

    Impostos, orçamentos, metas para o próximo ano. A RTP descodifica a proposta de Orçamento do Estado apresentada pelo ministro das Finanças esta sexta-feira.

      Acionar o artigo 155 da Constituição espanhola representa um momento único na História de Espanha. O Governo de Madrid já definiu os setores que quer controlar de imediato.