Morreu músico e produtor Lamont Dozier, nome-chave do chamado `som Motown`

por Lusa

O músico e produtor norte-americano Lamont Dozier, um dos principais criadores de êxitos da discográfica Motown, para grupos como The Supremes e The Four Tops, morreu na segunda-feira, aos 81 anos, anunciou o filho do compositor.

Em parceria com Brian e Eddie Holland, na década de 1960, ou sozinho, mais tarde, Laurent Dozier assinou centenas de canções como "Baby Love", "Nowhere to Run", "How Sweet It Is", "Heat Wave" e "You Can`t Hurry Love", que conquistaram as tabelas de preferências, renovaram a `soul`, revelaram gerações de músicos e estabeleceram o que passou a ser conhecido por "Som Motown", da discográfica de Detroit.

Durante um período de quatro anos, de 1963 a 1967, Dozier e os irmãos Brian e Eddie Holland criaram perto de 30 canções, que atingiram o `top 10` dos Estados Unidos, e dominaram a mistura de pop e `R&B`, que permitiu à editora de Detroit, e ao seu fundador, Berry Gordy, desafiar fronteiras entre a música negra e branca, e rivalizar nas `ondas da rádio` com The Beatles e a parceria Lennon-McCartney.

Muitos dos maiores sucessos de Lamont Dozier, porém, são posteriores à Motown, como "Two Hearts", a canção do filme "A Grande Golpada" ("Buster"), que escreveu com Phil Collins, conquistando o Globo de Ouro, um Grammy e uma nomeação para o Óscar de Melhor Canção, sem esquecer outros dos seus êxitos, como "Going Back to My Roots", "Trying to Hold on to My Woman" e "Cool Me Out".

Grupos como The Four Tops e Martha and The Vandellas, Diana Ross and The Supremes, The Isley Brothers, e músicos como Marvin Gaye são alguns dos que se afirmaram através das canções de Dozier, embora a sua influência se tenha estendido, ao longo de gerações, a nomes tão distintos como The Rolling Stones e Simply Red, James Taylor, Carly Simon, Alison Moyet e Joss Stone, entre muitos outros.

"As suas estruturas eram simples e directas", escreveu a jornalista norte-americana Gerri Hirshey, autora da história da Motown "Nowhere to Run": The Story of Soul Music", publicada em 1984, para justificar a adesão à sua música.

"Dozier centrava-se na melodia e nos arranjos", sendo da sua responsabilidade "os ecos assombrosos dos `backing vocals` das Vandellas, em `Nowhere To Run`, os sons da guitarra em `You Keep Me Hanging On`, das Supremes, ou o hipnótico gospel de Gaye em `Can I Get a Witness`", recorda a Associated Press.

"Todas as canções começaram como baladas lentas, mas quando estávamos no estúdio, apanhávamos o ritmo", disse Dozier ao jornal The Guardian, em 2001. "As canções tinham de ser rápidas porque eram para adolescentes, não para os pais deles. A emoção estava toda lá, revelava-se no otimismo que se obtinha com a batida".

Lamont Dozier nasceu em Detroit, em junho de 1941.

Depois de Detroit e da Motown, fixou-se no Sul dos Estados Unidos, e ensinou música na Universidade da Califórnia do Sul, onde também foi artista em residência.

Entrou para a Songwriters Hall of Fame, em 1988, e para a Rock and Roll Hall of Fame, em 1990.

Morreu no Arizona, na segunda-feira, 08 de agosto, segundo o anúncio da família.

pub