Porto/Post/Doc dedica secção a realizadores Chris Petit e Matías Piñeiro

por Lusa

O festival de cinema Porto/Post/Doc, este ano dedicado ao tema "Ficções do Real", terá como realizadores em foco o britânico Chris Petit e o argentino Matías Piñeiro, entre 24 de novembro e 02 de dezembro, foi hoje anunciado.

O "Em Foco" do festival vai debruçar-se sobre o trabalho dos dois cinastas, de gerações bem diferentes, uma vez que Petit se iniciou em 1979, com "Radio On", um `road movie` com banda sonora de músicos como David Bowie e Kraftwerk, enquanto Piñeiro tem 36 anos e tem-se dedicado a adaptar Shakespeare para cinema.

"No Porto/Post/Doc será possível ver grande parte da obra de Chris Petit, num programa que reúne curtas e longas metragens, algumas das quais exibidas pela primeira vez em Portugal", anunciou hoje a organização, em comunicado, em que dá conta da presença do realizador em Portugal para apresentar as obras.

Depois da projeção de "Negative Space", um "filme experimental que reflete sobre o modo como vemos e recordamos as imagens", Petit vai conversar com a crítica e investigadora britânica Laura Mulvey.

Também Piñeiro estará no Porto, a acompanhar a exibição de cinco obras, entre elas "Viola", "In The Museum" ou "La Princesa de Francia", este último em competição para melhor filme no Festival de Locarno.

O argentino escolheu ainda um filme para ser exibido no âmbito do programa de `carta branca` do evento, no caso "Il Monte delle Formiche", documentário do italiano Riccardo Palladino que terá estreia em Portugal depois de ter valido o prémio de Melhor Realizador Emergente em Locarno.

As novidades na programação engrossam a lista de exibições já anunciadas, entre as quais uma retrospetiva dos portugueses António Reis e Margarida Cordeiro, que contará com um programa de conversas e a projeção de uma versão restaurada e digitalizada de "Trás-os-Montes", uma "obra maior do cinema português".

"No Porto serão exibidos: `Jaime` (1974), `Trás-os-Montes` (1976), `Ana` (1985) e `Rosa de Areia` (1989), num programa que reafirma a importância do seu trabalho [da dupla de realizadores], no contexto de um país entregue à ditadura, e questiona a forma como o seu trabalho viria a influenciar aquilo que é, hoje, o cinema português", apontou a organização.

Por seu lado, o seminário Fórum do Real vai contar com um painel intitulado "Rever Reis e Cordeiro", com convidados ainda por anunciar.

Outro dos destaques do programa é a oficina que vai ter como título "Texts of muteness: maternal silences and cinema as an expressive mode" ("Textos da mudez: silêncios maternais e o cinema como um modo expressivo", em tradução livre do inglês), dirigida pela investigadora britânica Laura Mulvey.

O `workshop` vai realizar-se de 27 a 29 de novembro, com enfoque sobre as questões de género.

O Porto/Post/Doc vai passar pelo Rivoli, pelos cinemas Passos Manuel e Trindade, pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, pelo Maus Hábitos e pela Universidade Católica Portuguesa.

Tópicos
pub