Soprano representa Portugal no Festival Clássico de Mérida

por Agência LUSA

A soprano Elisabete Matos vai representar Portugal no Festival de Teatro Clássico de Mérida (Espanha), a partir de 30 de Junho, interpretando o papel de "Norma" na ópera homónima de Bellini, foi hoje divulgado.

A edição deste ano do certame vai decorrer até 28 de Agosto, no palco do Teatro Romano de Mérida, com cinco estreias absolutas e uma estreia em Espanha.

Fonte da organização adiantou à Agência Lusa que a soprano portuguesa Elisabete Matos vai interpretar o papel de "Norma", na ópera homónima de Bellini, com estreia no Teatro Romano a 07 de Julho, numa ópera com direcção cénica de Gustavo Tambascio.

O festival será inaugurado com uma estreia mundial do grupo teatral La Fura dels Baus e da Orquestra da Extremadura, num concerto dramatizado sobre o mito de Prometeu, que decorrerá no Teatro de Mérida, nos dias 30 de Junho e 01 e 02 de Julho.

No palco, o público poderá assistir a uma montagem de teatro, acção, pirotecnia e projecção de audiovisuais, com música de Beethoven, Richard Strauss e Pedro Alcalde.

A 06 de Julho, terá lugar um concerto de Goran Bregovic, acompanhado pela Gipsy Bradss Band, no qual serão interpretados temas originais que resumem e harmonizam a diversidade de culturas musicais da península balcânica.

Outra das estreias absolutas é a subida ao palco do Teatro Romano, de 14 a 17 e 21 a 24 de Julho, da peça de Eugene O+Neil, "A Electra sente-se bem de luto", sob a direcção de Mário Gas.

Pela primeira vez em Espanha, será possível também assistir à obra "Uma Odisseia das Antilhas", de Derek Walcott, o maior poeta e dramaturgo de língua inglesa das Índias Ocidentais, galardoado com o Prémio Nobel da Literatura em 1992.

Os promotores consideram que os espectáculos de teatro, música, dança e ópera e as iniciativas paralelas "confirmam o papel do festival como um centro de produção própria cada vez mais prestigiado".