Stan Douglas estreia hoje instalação de cinema com ação em Lisboa

por Lusa

Lisboa, 21 out (Lusa) - O artista canadiano Stan Douglas vai estar hoje em Lisboa, no Museu Berardo, para inaugurar, em estreia mundial, às 19:00, uma instalação de cinema cuja ação decorre em Lisboa na época do 25 de Abril.

"The Secret Agent" ("O agente secreto") é o título desta nova peça incluída na exposição dedicada ao artista, denominada "Stan Douglas: Interregnum", ficará patente no museu até 14 de fevereiro de 2016.

A obra foi filmada em Lisboa ao longo de três semanas, em locais como o Palácio da Justiça e o cinema Nimas, com um elenco de maioria de atores portugueses, entre os quais Miguel Guilherme, Gonçalo Waddington, Albano Jerónimo, Beatriz Batarda e Carloto Cotta.

O enredo de "The Secret Agent", passado em Lisboa, em 1975, foi desenvolvido a partir de um guião inspirado na novela homónima do escritor britânico de origem polaca/ucraniana Joseph Conrad.

Na novela, a personagem central é um espião de embaixadas estrangeiras em Londres, e também da polícia inglesa, cuja atividade é infiltrar-se no movimento revolucionário local, para dar informações e provocar atos terroristas que justificassem uma repressão mais violenta por parte das autoridades.

A exposição "Interregnum", comissariada pelo diretor do Museu Berardo, Pedro Lapa, vai ainda mostrar duas obras recentes do artista: "Disco -- Angola" e "Luanda -- Kinshasa".

Stan Douglas, 54 anos, tem vindo a mostrar trabalhos em várias exposições internacionais como a Documenta, na Alemanha, e a Bienal de Artes de Veneza.

Na sua obra usa sobretudo instalações, fotografia e conteúdos de televisão, inspirando-se na história da literatura, cinema e música, para fazer crítica social e à predominância da tecnologia.

pub