"The lovebirds", filme de Bruno de Almeida com Lisboa em pano de fundo, estreia quinta-feira

| Cultura

Seis histórias que têm Lisboa como pano de fundo compõem o filme "The lovebirds", que Bruno de Almeida realizou em 2007 a convite do Lisbon Village Festival e que estreia quinta-feira nos cinemas portugueses.

O filme acompanha a vida de várias personagens ao longo de uma noite em Lisboa, como o homem que não quer sair de uma escavação, a rapariga grávida que se sente desamparada, o destroçado taxista de leste, o pugilista que não quer ser derrotado.

"The Lovebirds", que estreia em duas salas em Lisboa e numa em Coimbra, conta com um elenco internacional, do qual fazem parte Joaquim de Almeida, Ana Padrão, Rogério Samora, Ivo Canelas, Drena de Niro, Michael Imperioli, Laura Soveral, John Ventimiglia, Marcello Urgeghe ou Dmitry Bogomolov.

Bruno de Almeida rodou o filme integralmente em digital de forma despretenciosa, com fragmentos de histórias sobre amor e solidão e dando espaço à improvisação, com destaque para os diálogos entre Fernando Lopes e Rogério Samora e às cenas entre Ana Padrão e Michael Imperioli, o actor que protagonizou "Os Sopranos".

O filme chega aos cinemas depois de ter sido distinguido com o prémio do júri do Fantasporto, no fim de semana passado.

Bruno de Almeida, 43 anos, nasceu em Paris, cresceu em Lisboa e vive actualmente em Nova Iorque.

Um dos seus primeiros filmes, "A dúvida" (1993), foi distinguido na semana da Crítica do Festival de Cinema de Cannes.

Rodou ainda o documenário "The Art of Amália", sobre Amália Rodrigues, e fundou a produtora Arco Films.

Este ano vai editar um documentário sobre Camané, que acompanhará em Abril a edição do novo álbum, "Sempre de mim", e outro sobre o grupo artístico Homeostética, do qual faziam parte Manuel João Vieira, Xana e Pedro Proença.

SS.


A informação mais vista

+ Em Foco

O ministro dos Negócios Estrangeiros considera, em entrevista à Antena 1, que Portugal tem a vantagem de não ter movimentos populistas organizados.

    Segundo um relatório da Amnistia Internacional, o número de mulheres vítimas de violência doméstica em Portugal continua elevado.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

        Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.