DBRS sobe `rating` de longo prazo do Santander Totta

| Economia

A DBRS melhorou hoje o `rating` de longo prazo do Santander Totta, de `BBB` (high) para `A` (low), mantendo a perspetiva da nota em estável.

A agência de notação financeira canadiana informou hoje que esta decisão surge depois da confirmação do `rating` da casa-mãe, o espanhol Santander, em `A`.

A DBRS justifica a subida do `rating` do Santander Totta com "o apoio forte e previsível" ao banco pela instituição-mãe, sublinhando que as notas do Santander Totta "em geral vão movimentar-se em linha com os `ratings` da dívida de longo prazo do Santander".

Além disso, a agência de `rating` considera que, com a compra do Banco Popular Portugal, o Santander vai "melhorar ainda mais a sua posição" e "solidificar a sua posição no segundo banco em Portugal".

A DBRS espera que, se for necessário, o apoio da casa-mãe seja dado "atempadamente" ao Santander Totta, uma vez que "as consequências reputacionais para o Santander de qualquer falha de apoio percecionada seriam substanciais".

Tópicos:

Popular, Santander Totta,

A informação mais vista

+ Em Foco

A 15 de outubro de 2017, uma vaga de incêndios fez 50 mortos e dezenas de feridos. Reunimos aqui um conjunto de reportagens elaboradas um ano depois da catástrofe.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.

      Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.

        O desaparecimento do jornalista saudita fragiliza a relação dos EUA com uma ditadura que lhe tem sido útil a combater o Irão e a manter os preços do petróleo.