Emigrantes no Luxemburgo impedidos de se reformar

| Economia
Emigrantes no Luxemburgo impedidos de se reformar

A ver: Emigrantes no Luxemburgo impedidos de se reformar

Centenas de emigrantes portugueses no Luxemburgo queixam-se de atrasos na contagem do tempo de serviço por parte da Segurança social portuguesa. Há pessoas impedidas de se reformar e casos de pensões que não estão a ser pagas na totalidade.

A Segurança Social tem um atraso médio de quase um ano para os contribuintes com carreiras exclusivas em Portugal. Para os que vivem no estrangeiro, há atrasos de dois e três anos. No Luxemburgo, centenas de emigrantes querem soluções.

Os Conselheiros das Comunidades Portuguesas admitem avançar com queixas em Bruxelas e nos tribunais europeus e prometem pedir explicações ao secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, que está a partir desta segunda-feira de visita ao Luxemburgo.


O Ministério do Trabalho garante que está a par da situação dos emigrantes portugueses no Luxemburgo. Num comunicado enviado esta manhã à Antena 1, o Ministério de Vieira da Silva explica que está em contacto com as autoridades luxemburguesas para tentar reduzir os atrasos na atribuição de pensões e promete a contratação de mais profissionais e novas soluções informáticas para acelerar o processo.

A informação mais vista

+ Em Foco

Um "cemitério de dinossauros" descoberto na Argentina, com 220 milhões de anos apresenta fósseis de uma dúzia de animais.

    Um dia que ficará para a história. O dia em que um dos monumentos mais emblemáticos do Mundo foi apanhado pelo fogo.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.