Lucro do grupo Ageas Seguros mais do que duplica para 248 ME no 1.º trimestre

| Economia

|

O lucro do grupo segurador belga Ageas mais do que duplicou, de 110 para 248 milhões de euros, no primeiro trimestre deste ano face ao período homólogo, beneficiando dos "excecionais resultados" obtidos na China, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a Ageas reporta um crescimento homólogo de 35% do resultado líquido da atividade seguradora, para 299 milhões de euros, e uma redução do prejuízo da conta geral para os 52 milhões de euros, face aos 112 milhões de euros negativos do primeiro trimestre de 2017.

"As nossas atividades de vida e não-vida voltaram a registar um desempenho sólido que se traduziu num bom resultado operacional, apesar do impacto das condições meteorológicas desfavoráveis na Bélgica e no Reino Unido", afirma o presidente executivo da Ageas, Bart De Smet, citado no comunicado.

O grupo belga destaca ainda os "resultados excecionais" obtidos na China, na sequência de alterações regulamentares que "levaram a um desvio dos grandes volumes de produtos de prémio único de curto prazo para produtos de prémios periódicos".

No que se refere ao desempenho operacional, de janeiro a março o grupo Ageas registou um rácio combinado de 98,8%, contra 98,3% no período homólogo de 2017.

O grupo Ageas está presente em 16 países (sobretudo Europa Central e sudeste Asiático), contando com 12 mil trabalhadores e com um volume de negócios de cerca de 27 mil milhões de euros, segundo informação da empresa.

Em Portugal, a Ageas ocupa a segunda posição no mercado de seguros, a seguir à Fidelidade, referem.

Tópicos:

Ageas Bart, Fidelidade,

A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.