Mercado de café português subiu 3,7% para 484MEuro

| Economia

O mercado de café português subiu 3,7% no ano passado, face a 2015, para 484 milhões de euros, disse hoje à Lusa a secretária-geral da Associação Industrial e Comercial do Café (AICC), Cláudia Pimentel.

A responsável falava à Lusa no âmbito do XI Encontro Nacional do Setor Torrefator, subordinado ao tema "tendências internacionais do consumo de café", que decorre esta tarde em Lisboa e onde vai ser apresentado um estudo sobre as tendências na Europa ocidental e na Ásia.

Cláudia Pimentel adiantou que as expectativas para este ano são "de o consumo continuar a crescer".

Entre 2012 e 2013, "o mercado interno retraiu-se, até porque subiu o IVA na restauração, mas desde 2014 que este tem vindo a crescer", explicou a responsável.

No ano passado, as exportações portuguesas de café subiram 21,25%.

Para este ano, "a nossa expectativa é de que o mercado interno continue a crescer, o turismo tem sido um fator importante, não no café expresso, mas nas bebidas preparadas à base de café, há mercado para crescer em Portugal", acrescentou.

Além disso, o turismo "ajuda nas exportações", disse Cláudia Pimentel.

De acordo com o estudo da Euromonitor International sobre as tendências de consumo de café na Europa ocidental e Ásia, foram consumidos 2,2 milhões de toneladas de café no mercado europeu no ano passado e gastos sete mil milhões de euros em `coffee shops`.

Os países nórdicos são os que consomem mais café, segundo a AICC. Por exemplo, na Finlândia são consumidos 13 quilos de café `per capita` [por pessoa], enquanto em Portugal o valor ronda os 4,7 quilos.

"Somos o país que tem mais estabelecimentos de venda de café por habitante", disse, apontando que em Portugal há um estabelecimento por cada 160 habitantes, o que contrasta com o que acontece na Europa, com um estabelecimento por cada 400 habitantes.

"O estudo fala de um consumo de café em casa de 54%", adiantou Cláudia Pimentel, explicando que há diferentes metodologias e que, tendo por base os dados da associação, o valor ronda os 40%.

"Cada empresa de estudos tem uma base diferente e a Euromonitor não inclui alguns canais de distribuição", justificou.

Se se incluir todos os canais de distribuição, Portugal é o país que "mais café consome na rua", já que é um ato "social e emocional".

De acordo com o estudo, no ano passado foram consumidas 28 mil toneladas de café.

O consumo de café tem vindo a alterar-se em Portugal, nomeadamente com a introdução do café em cápsulas.

No entanto, Cláudia Pimentel afirma que, em sua opinião, "o consumo de café em Portugal nunca vai deixar de ser na rua".

Questionada sobre as expectativas, a secretária-geral da AICC acredita que o mercado português vai crescer este ano, tal como as exportações.

Em termos internacionais, apontou que o mercado asiático "é uma boa oportunidade", como também os países muçulmanos.

Tópicos:

MEuro,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.