Navio-tanque ficou à deriva ao largo de Aveiro

por Lusa

Um navio-tanque sem carga, com 13 pessoas a bordo, ficou hoje à deriva junto ao porto de Aveiro e esteve na iminência de bater no molhe norte, disse à Agência Lusa o comandante do porto local.

Em declarações à Lusa, o comandante da Capitania do Porto de Aveiro, Humberto Silva Rocha, disse que o navio "Amazonith", de bandeira de Chipre, ficou sem propulsão, devido a uma avaria nas máquinas, quando se encontrava muito próximo do porto.

O alerta para o incidente envolvendo o navio com 90 metros de comprimento, proveniente de Marrocos com destino ao porto de Aveiro, foi dado cerca das 07:45.

Humberto Silva Rocha realçou que se viveram momentos de "muita aflição", adiantando que o navio "esteve em vias de embater no molhe norte".

"Os rebocadores não conseguiam sair devido ao estado do mar, mas o navio passou junto ao molhe norte e quando entrou no canal de navegação os rebocadores conseguiram pegar nele, e metê-lo dentro do porto", disse.

Neste momento, o navio destinado ao transporte de produtos químicos encontra-se atracado no terminal químico e deverá ser sujeito a uma avaliação para verificar a existência de eventuais danos.

O comandante adiantou que o navio esteve com a proa encostada ao molhe e poderá ter algumas amolgadelas, mas que não colocam em causa a sua integridade física.

Tópicos
pub