Realidade ficou "bastante aquém" das perspetivas de ocupação dos hoteleiros

por Lusa

A taxa de ocupação na hotelaria em Lisboa durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) foi de 77%, "bastante aquém" dos 91% estimados em junho, segundo um inquérito da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), hoje divulgado.

"A taxa de ocupação ficou bastante aquém das perspetivas", afirmou a presidente executiva da AHP, Cristina Siza Vieira, na apresentação à imprensa do Inquérito "Jornada Mundial da Juventude 2023 - Impacto na Hotelaria", que decorreu `online`.

Segundo o inquérito, que decorreu entre 04 e 18 de setembro e contou com respostas de 152 estabelecimentos hoteleiros e de alojamento local associados da Área Metropolitana de Lisboa (AML), a taxa de ocupação na semana da JMJ foi de 77% em Lisboa e de 85% na AML.

No início de junho, também segundo um inquérito da AHP, e bem antes do evento que se realizou entre 31 de julho e 06 de agosto, os hoteleiros da AML estimavam estimam que a taxa de ocupação pudesse chegar aos 89%, enquanto dentro da cidade de Lisboa a expectativa era de que aquela taxa alcançasse os 91% durante a semana da JMJ.

Tópicos
pub