Vítor Constâncio esquecido do que se passou na Caixa

| Economia
Vítor Constâncio esquecido do que se passou na Caixa

O antigo governador do Banco de Portugal, Vítor Constâncio, disse aos deputados na comissão parlamentar de inquérito à Caixa Geral de Depósitos que, 12 anos depois sobre os acontecimentos, não se lembra de muito do que aconteceu e que está agora a ser investigado.

O socialista e ex-governador do Banco de Portugal esteve a ser ouvido durante mais de cinco horas na comissão parlamentar de inquérito à CGD, tendo admitido que "houve falhas em relação a alguns aspetos da supervisão", mas da instituição, não pessoais. A sua deslocação ao Parlamento acontece sete anos depois de ter prestado esclarecimentos numa comissão sobre o BPN.

A jornalista Madalena Salema registou o que foi dito pelo ex-governador e pelos deputados em mais uma sessão parlamentar em que se tentou esclarecer algo do que se passou.

Os deputados da comissão de inquérito à CGD criticaram o entendimento da supervisão do ex-governador do Banco de Portugal Vítor Constâncio, com BE e PCP a falarem em “inutilidade” e PSD a considerar “histórica” a assunção de falhas.

Ainda nesta audição, Constâncio foi questionado sobre a avaliação que faz sobre os auditores externos, após os sucessivos escândalos da banca, tendo dito que “não é muito positiva” e que o levou mesmo a propor uma comissão de análise, que foi criada.

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma sondagem da Universidade Católica aponta para o fim da hegemonia laranja na Madeira, apesar da vitória do PSD nas regionais (38%) do próximo domingo.

Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.