Volkswagen paga 2,8 mil milhões de dólares nos EUA por emissões poluentes

| Economia

A VW terá ainda de pagar 1,5 mil milhões de dólares por importação e venda nos Estados Unidos de veículos manipulados e por fraude aduaneira
|

O fabricante automóvel alemão Volkswagen (VW) foi condenado a pagar 2,8 mil milhões de dólares (2,6 mil milhões de euros) nos Estados Unidos pela manipulação de emissões poluentes nos veículos com motores `diesel`.

A sentença foi divulgada hoje pelo juiz Sean Cox, depois de a Volkswagen e o Departamento de Justiça norte-americano terem mantido negociações que culminaram num acordo que já previa esta sanção.

No início de março, o construtor automóvel declarou-se culpado, num tribunal de Detroit, de conspirar para defraudar milhares de pessoas nos Estados Unidos com a manipulação das emissões poluentes nos veículos com motores `diesel`.

A declaração de culpabilidade da VW fazia parte do acordo que o grupo alemão alcançou em janeiro com as autoridades norte-americanas para resolver o caso que afetou quase 600 mil veículos com um dispositivo para manipular as emissões poluentes realmente produzidas.

A VW terá ainda de pagar 1,5 mil milhões de dólares (1,4 mil milhões de euros) por importação e venda nos Estados Unidos de veículos manipulados e por fraude aduaneira.

A informação mais vista

+ Em Foco

Um mês depois dos incêndios, ainda há raízes em combustão sob a terra no concelho de Pedrógão Grande. Reunimos aqui um conjunto de vídeos em 360 graus captados no local.

A 17 de junho, Portugal começou a assistir ao mais mortífero incêndio de sempre. A paisagem de Pedrógão Grande mantém-se em tons de sépia. Um cenário captado pelo fotojornalista Pedro A. Pina.

    Nos últimos dois anos a RTP ouviu três vozes com diferentes perspetivas do conflito israelo-palestiniano: Miko Peled, Shahd Whadi e Tamir Ginz.

    Natalidade, envelhecimento, turismo, agricultura, emigração, pobreza, saúde, desigualdades. A caminho das autárquicas a Antena 1 fixa o país em 20 retratos.