"A dor e a tristeza enraizaram-se em Gaza", afirma funcionário da UNICEF

por RTP

A situação no terreno em Gaza é "desesperada", desde a destruição das infraestruturas até à fuga das pessoas das suas casas, segundo o porta-voz da UNICEF, James Elder, que visitou o enclave.

"Só de ver blocos de apartamentos atrás de blocos de apartamentos, escombros destruídos no chão, betão, carros rebentados, quer seja o olhar nas caras das pessoas, quer seja o trauma, como se a mágoa e a tristeza se tivessem enraizado aqui em Gaza", contou num vídeo publicado no site da agência.

"É uma zona de guerra. Temos centenas de milhares de crianças que não estão na escola, que estão em campos sobrelotados, que têm frio, que não têm comida suficiente, que não têm água suficiente, que estão agora em risco de um surto de doença", acrescentou Elder.

Quase 15 mil pessoas foram mortas na Faixa de Gaza, incluindo mais de seis mil crianças.
pub