Netanyahu. Israel prossegue diálogo com o inimigo para a libertação de reféns

por RTP

No final da reunião do seu partido, o primeiro-ministro israelita garantiu que o executivo "continua a falar com o inimigo sobre prosseguir com a libertação de reféns". 

Benjamin Netanyahu acrescentou que as forças militares de Israel têm estado a agir "rapidamente mas não com pressa", referindo que as suas diretivas operacionais pensam "antes de tudo e sobretudo nos nossos soldados e nas suas vidas".

Referindo-se à estratégia militar na Cisjordânia como na Faixa de Gaza, Netanyahu explicou que "o nosso compromisso abrange tanto o sul como o norte. A nossa decisão calculada é uma dissuasão proativa no norte e a derrota [do Hamas] no sul, de outra forma poderíamos não conseguir nenhuma delas. Não desistimos nem numa frente nem noutra; uma não se faz a expensas de outra". O primeiro-ministro de Israel sublinhou ainda o seu compromisso em restaurar a segurança no sul, no norte e em todo o país.
pub