Grande Reportagem Antena1: "O meu nome é André”

| Grande Reportagem
Grande Reportagem Antena1: O meu nome é André”

Foto: Antena1

André nasceu menina, mas sempre se sentiu rapaz. Tem 17 anos acabados de fazer e há um ano iniciou o processo de transição com tratamentos hormonais, mas legalmente ainda não pode mudar o sexo e o nome no cartão do cidadão.

A nova Lei da Identidade de Género vai regressar já no mês de Julho à discussão parlamentar, depois do presidente da República ter vetado o diploma que permite mudar de sexo nos documentos aos 16 anos, em vez dos atuais 18.

Marcelo invocou a necessidade de um relatório médico que sustente essa mudança de nome e sexo no cartão do cidadão.

André tem 17 anos acabados de fazer e ainda vive preso no corpo de uma rapariga. Por isso, espera pela aprovação da nova lei para poder ser André para todos. Ele ainda pertence a uma equipa feminina de voleibol, mas sonha jogar entre os rapazes porque sempre se sentiu um rapaz.

"O meu nome é André” é uma Grande Reportagem de Cláudia Aguiar Rodrigues

A informação mais vista

+ Em Foco

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

      Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

        Os novos desenvolvimentos no diferendo comercial entre os Estados Unidos e a China vieram lançar ainda mais dúvidas sobre os próximos passos que os dois lados poderão adotar.