Israel, EUA e Qatar concordam retomar negociações para trégua com Hamas

por Lusa

Israel, Estados Unidos e Qatar concordaram hoje retomar as negociações para uma trégua com o movimento Hamas, noticiaram os meios de comunicação israelitas.

As conversações deverão ser retomadas na próxima semana.

Esta quinta-feira, o gabinete de Guerra de Israel autorizou a sua equipa negocial a voltar às negociações, tendo em vista o regresso dos reféns, retidos em Gaza desde 07 de outubro.

Os meios de comunicação israelitas noticiaram que o chefe do serviço de inteligência do país, David Barnea, chegou a acordo com o diretor da CIA, Bill Burns, e com o primeiro-ministro do Qatar, Mohamed Bin Abdelrahmane Al-Thani, sobre o novo quadro para as negociações.

No início do mês, as conversações entre Israel e o movimento islâmico Hamas, através do Qatar, Egito e Estados Unidos, acabaram por não resultar numa trégua.

O conflito na Faixa de Gaza foi desencadeado pelo ataque do grupo islamita Hamas em solo israelita de 07 de outubro de 2023, e causou cerca de 1.200 mortos, na maioria civis, segundo dados oficiais israelitas.

Nesse dia, 252 pessoas também foram feitas reféns e enviadas para o território palestiniano. Atualmente, 121 pessoas permanecem retidas em Gaza, dos quais 37 já estarão mortas, segundo o Exército de Telavive.

Em resposta, as forças militares israelitas desencadearam uma ofensiva devastadora na Faixa de Gaza, que já causou a morte a mais de 35.900 pessoas, desde outubro, segundo números hoje divulgados pelo Ministério da Saúde do Hamas.

O Hamas, classificado como "organização terrorista" por Israel, União Europeia e Estados Unidos, assumiu o poder na Faixa de Gaza em 2007.

Tópicos
pub