Ataque noturno. Defesa aérea ucraniana destruiu 14 de 20 drones lançados pela Rússia

por Cristina Sambado - RTP
Polícia Nacional da Ucrânia via Reuters

A defesa aérea da Ucrânia abateu 14 dos 20 drones lançados pela Rússia na última noite. Os bombardeamentos das forças de Moscovo provocaram um morto e dez feridos em três cidades próximas do leste ucraniano.

A Força Aérea indicou, em comunicado, que as forças russas lançaram drones de fabrico iraniano.

Segundo o ministro ucraniano do Interior, Igor Klymenko, seis mísseis S-300 atingiram as cidades de Pokrovsk, Myrnograd e Novogrodivka, situadas a cerca de 40 quilómetros a noroeste de Avdiivka, que as tropas russas tentam cercar e tomar há quase dois meses.

"Como resultado do bombardeamento, dez pessoas ficaram feridas, incluindo quatro crianças. Cinco outras pessoas estão a ser procuradas sob os escombros", afirmou o ministro do Interior numa declaração publicada nas redes sociais.O chefe da administração militar regional, Igor Monoz, acrescentou que, “em Novogrodivka, o corpo de um homem foi encontrado sob os escombros de um bloco de apartamentos onde as equipas de salvamento ainda estavam à procura de outras quatro pessoas”.

Em Pokrovsk, perto da linha da frente de Donetsk, um bebé de seis meses e dois rapazes de 16 e 13 anos ficaram feridos. Um prédio com nove apartamentos, uma esquadra de polícia e garagens ficou danificado.

Desde meados de outubro, a cidade industrial de Avdyivka tem estado sob ataque constante das forças de Moscovo, que há anos tentam apoderar-se dela.

As forças russas estão localizadas a leste, norte e sul da cidade, que fica muito perto de Donetsk, a capital regional ocupada pela Rússia desde 2014.

Segundo os serviços secretos britânicos, a Rússia começou a usar mais bombas de fragmentação de 500 quilogramas em Donetsk. Os engenhos ejetam entre 100 a 350 bombas mais pequenas numa vasta área.


Tópicos
pub