Atentado no Iraque faz um morto e 20 feridos

| Mundo

Pelo menos uma pessoa morreu e 20 ficaram feridas num ataque suicida em Kirkuk, norte de Bagdá, num espaço onde as urnas eleitorais estão armazenadas, dois dias antes da recontagem manual dos votos.

Uma fonte da polícia disse à Agência Efe que "um suicida dirigiu um carro-bomba detonando-o perto de um complexo de armazéns do governo na área da estrada de Bagdad, sul de Kirkuk".

A explosão danificou o prédio, mas não as urnas, disse o governador de Kirkuk, Rakan al-Jubouri.

De acordo com o porta-voz da comissão eleitoral, o juiz Laith Hamza, a contagem parcial dos votos eleitorais começará na terça-feira nos distritos eleitorais: as três províncias curdas (Erbil, Sulaymaniyah e Dohuk) Kirkuk, Nineveh, Salaheddine e al-Anbar.

No último domingo, o conselho de juízes decidiu recontar apenas os votos de lugares onde se registaram queixas ou denúncias oficiais de fraude, apesar de o Parlamento ter ordenado a recontagem de todos os votos nas eleições parlamentares realizadas a 12 de maio.

As eleições legislativas de 12 de maio deram uma vitória surpresa à lista liderada pelo populista Moqtada Sadr, aliado aos comunistas.

Muqtada al-Sadr chegou a acordo para formar uma aliança parlamentar com líderes de outros grupos políticos, incluindo o pró-iraniano Hadi al Ameri e o primeiro-ministro, Haider al Abadi, segundo e terceiro mais votados.

Tópicos:

Efe, Hadi, Kirkuk Rakan, Muqtada,

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma parte central da Ponte Morandi, em Génova, Itália, desabou na manhã de terça-feira durante uma tempestade. Morreram dezenas de pessoas.

    É um desejo antigo do Homem poder tocar as estrelas. Um feito que parece ser agora "quase" alcançável através da missão espacial solar Parker.

      Entre as 21h00 de domingo e as 8h00 de segunda-feira, o mundo viu uma chuva de Perseidas, espetáculo habitual em agosto. Nos locais mais remotos, foi possível admirar melhor o fenómeno.

        Uma semana depois de as chamas deflagrarem em Monchique, a Proteção Civil deu o incêndio como dominado e em fase de resolução. Portugal volta a ser o país com mais área ardida na Europa.