Brasil. Tiroteio em escola causa dez mortos

| Mundo

Tiroteio na escola estadual de Suzano coincide com a polémica sobre a liberalização do porte de armas
|

Um tiroteio numa escola estadual de Suzano, cidade da região metropolitana de São Paulo, provocou dez mortos - sete crianças, e três adultos, incluindo dois autores dos disparos.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para atender à ocorrência na Escola Estadual Raul Brasil. Além dos bombeiros, a Polícia Militar e equipas de atendimento médico de emergência foram acionados e deslocadas para o local.

Uma testemunha não identificada, citada pela Reuters, diz ter visto alguém a disparar uma arma a partir do exterior da escola e a entrar depois, precisamente quando estavam a começar as aulas.

Um porta-voz da Polícia Militar disse que ambos os autores dos disparos envergavam capuzes. Tratava-se, "aparentemente", de dois adolescentes, que terão acabado por suicidar-se.

Os dois autores do crime foram identificados pela Polícia Militar como sendo Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos.

Na sua conta na rede social Facebook, Guilherme Taucci Monteiro publicou hoje cerca de 30 fotografias, usando uma máscara de caveira, armado e fazendo sinais ofensivos.

O crime aconteceu por volta das 09:40 (12:40 em Lisboa) na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, a cerca de 50 quilómetros da cidade de São Paulo.

A assessoria de imprensa da Policia Militar de São Paulo confirmou que oito vítimas foram encontradas mortas dentro da escola, seis baleados e os dois autores do tiroteio, que se suicidaram em seguida.

Outras duas pessoas foram socorridas, mas não resistiram e morreram no hospital, totalizando 10 vítimas mortais.

A Polícia Militar confirmou que há pelo menos 17 feridos, dos quais 10 foram transportados para os hospitais cidade.

Segundo descrição dada aos jornalistas pelo coronel da Polícia Militar Marcelo Salles, os dois atiradores entraram na escola e dispararam sobre alunos e funcionários.


"Antes de entrar na escola eles atiraram contra o proprietário de uma lava-rápido [de automóveis] aqui na frente. Este senhor [atingido] está sendo submetido a uma cirurgia num hospital. Eles entraram encapuzados na escola e atiraram nos alunos que estavam no pátio e em duas coordenadoras da escola", disse o coronel Marcelo Salles.

O oficial acrescentou que depois dos disparos, os dois atiradores suicidaram-se no corredor.

A pessoa adulta que os atiradores abateram foi a diretora da escola. Entre mortos e feridos, houve um total de 17 pessoas atingidas pelos disparos. Duas das pessoas feridas morreram já no hospital.

(C/ Lusa)

Tópicos:

Estadual Raul,

A informação mais vista

+ Em Foco

A ONU alerta para um ano de grande instabilidade e de necessidades maiores por parte da população civil.

Os dias estão mais quentes e não é por causa do advento da primavera. A razão está identificada - as alterações climáticas fazem-se sentir em todo o planeta e as consequências espelham-se em fenómenos extremos.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.