Brexit, Johnson e o incrível Hulk

por Alexandre Brito - RTP
Primeiro-ministro britânico tem hoje encontros marcados com responsáveis da União Europeia para avançar nas negociações sobre o Brexit Reuters

Boris Johnson acredita que pode chegar a um acordo com a União Europeia nas próximas semanas para uma saída ordenada. Palavras do primeiro-ministro britânico horas antes de um encontro que terá hoje com o presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker. Na retórica sobre o Brexit, Johnson comparou o Reino Unido ao Dr. Bruce Banner. A figura da banda desenhada Hulk que se transforma quando fica irritado.

Num artigo publicado no jornal britânico Daily Telegraph, o primeiro-ministro britânico afirma que acredita que será possível chegar a um acordo com a União Europeia nos próximos dias.

Boris Johnson reitera no entanto que o Brexit vai avançar, com ou sem acordo. Esta segunda-feira, o líder do executivo britânico vai encontrar-se, no Luxemburgo, com o presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker e com o responsável pelas negociações do Brexit Michel Barnier.

O primeiro encontro desde que se tornou primeiro-ministro em julho.

No Telegraph, Boris Johnson escreveu que se "progressos suficientes forem atingidos nos próximos dias pretendo entrar na cimeira crucial a 17 de outubro e finalizar um acordo que proteja os interesses dos cidadãos e negócios dos dois lados do canal, e dos dois lados da fronteira na Irlanda".

"Acredito apaixonadamente que podemos fazer isso", acrescentou, "e acredito que tal acordo serve os interesses não só do Reino Unido mas também dos nossos amigos europeus".

O primeiro-ministro britânico voltou a acusar os deputados de tornarem mais difícil um acordo com táticas que deram à União Europeia "cartas cruciais" e que dão a impressão que o Reino Unido "não está determinado e capaz de deixar (a UE) a 31 de outubro".

O que "é errado", continuou, "vamos sair nessa data, com ou sem acordo".
Não irritem o Hulk

Horas antes destas palavras publicadas no jornal, Boris Johnson comparou o Reino Unido à figura de fição Bruce Banner, o médico que se transforma num super-herói quando fica irritado.

Imagem do Hulk, da figura de fição da Marvel

"Banner pode estar preso com algemas, mas quando é provocado explode e liberta-se", disse o primeiro-ministro britânico. "O Hulk escapa sempre" e esse será o "caso deste país. Vamos sair do dia 31 de outubro".

Uma comparação que mereceu o comentário de "infantil" pelo representante do Parlamento Europeu nas negociações sobre o Brexit. "É suposto a União Europeia ficar assustada?", questionou Guy Verhofstadt.