Chuvas torrenciais nas Baleares fizeram 10 mortos e há uma criança desaparecida

| Mundo

Pelo menos 10 pessoas morreram e uma criança está dada como desaparecida na sequência das inundações que devastaram na noite de terça para quarta-feira o leste de Maiorca, a ilha principal do turístico arquipélago espanhol das Baleares.

No último ponto de situação feito pelos serviços de proteção civil, as equipas de socorro tentavam esta tarde localizar essa criança, o último desaparecido, que viajava com a mãe de carro quando foram apanhados por uma inundação que arrasou a localidade de Sant Llorenç.

A mãe morreu, mas antes conseguiu salvar uma filha de oito anos, não se sabendo se terá conseguido fazer o mesmo com o filho mais pequeno, que está desaparecido.

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, visitou esta tarde a área afetada e assegurou às pessoas afetadas que o executivo irá "empenhar todos os recursos para que possam voltar à normalidade das suas vidas o mais rapidamente possível".

Um total de 630 pessoas, incluindo militares, policias, bombeiros, psicólogos e outros profissionais de emergência trabalham no terreno afetado pelas inundações provocadas pelas fortes chuvas no leste de Maiorca.

Fazem parte deste contingente os 120 homens e mulheres da Unidade Militar de Emergência (UME) que foram enviados para a ilha esta manhã.

Segundo as autoridades, a tempestade atingiu níveis nunca vistos naquelas ilhas, tendo-se a intempérie localizado numa estreita faixa de terra, o que levou ao transbordo de um riacho que atravessa a cidade de Sant Llorenc des Cardassar, cerca de 60 quilómetros a leste de Palma de Maiorca.

Vídeos gravados em telemóveis pelos moradores na zona mostram uma forte corrente de água e lama que enterrou carros e arrancou árvores no seu caminho pelas ruas da aldeia de 8.000 habitantes.

Vias de comunicação inundadas e carros amontoados depois de arrastados pela força da água, alguns deles ao longo da berma da estrada principal, eram uma imagem normal esta quarta-feira em Sant Llorenc e outras localidades dos arredores.

Segundo o Governo regional balear, chegaram a cair até 220 litros de água por metro quadrado nas zonas mais afetada pela intempérie, havendo entre os mortos "dois cidadãos britânicos".

O governo das Ilhas Baleares anunciou, entretanto, três dias de luto e pediu ao governo central que decrete o estado de catástrofe devido às graves inundações.

Tópicos:

Ilhas Baleares, Palma, Sant Llorenc,

A informação mais vista

+ Em Foco

Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.

    Em entrevista exclusiva à RTP, Flávio, um dos filhos de Jair Bolsonaro, afirmou que o candidato do PT Fernando Haddad devia juntar-se a Lula da Silva.

    Na Venezuela, a falta de medicamentos está a fazer desesperar a população. A reportagem é dos enviados à Venezuela Sérgio Ramos e Pedro Sá Guerra.

    Faltam seis meses para a saída do Reino Unido da União Europeia. Dia 29 de março de 2019 é a data para o divórcio. A RTP agrega aqui uma série de reportagens sobre o que o Brexit pode significar.