Em direto
Euro2024. Croácia e Itália jogam em direto na RTP1

Colapso de edifício em Palma de Maiorca faz pelo menos quatro mortos

por RTP
Foto: Jaime Reina - AFP

Pelo menos quatro pessoas morreram e 16 ficaram feridas após o desabamento de um terraço de vidro de um bar-restaurante localizado no topo de um edifício em Palma, capital da ilha de Maiorca.

O acidente ocorreu por volta das 19h30 (hora portuguesa) no bar Medusa, localizado numa das principais zonas turísticas da capital balear, já muita concorrida nesta altura do ano.

Os mortos são três mulheres e um homem. Entre os feridos, sete ficaram em estado considerado muito grave e nove em estado grave, de acordo com o centro de coordenação de emergências 112, citado pelo jornal El Mundo.

O bar, à hora deste incidente, já tinha bastantes clientes, muitos deles turistas. A maioria das vítimas são estrangeiros. Não foram identificados portugueses no imediato.

Os serviços de emergência recorreram a gruas para remover os escombros e tentar determinar se existiam mais vítimas. Pediram silêncio em torno, para poderem escutar eventuais pedidos de auxílio.
Alguns dos feridos estão em estado grave, adiantaram à agência Efe fontes das forças de segurança, acrescentando que o número de vítimas é provisório.
As causas deste acidente estão a ser investigadas.

O chefe de bombeiros de Palma, Eder Garcia, fez uma análise preliminar ao sucedido, considerando que o terraço do primeiro piso terá sido a primeira estrutura a cair, provavelmente devido a peso excessivo.

A estrutura caiu de uma altura de três a quatro metros, sobre uma abóboda, que cedeu. Em baixo situava-se a zona dos comensais e foi aí que houve mais vítimas. O impacto e o peso levaram também esse piso a cair sobre a cave, uma área de refeições e de jogos.

Foram mobilizadas mais de uma dúzia de ambulâncias para prestar socorro.

A correspondente da RTP em Espanha, Ana Romeu, acompanhou as operações.

O presidente do Governo espanhol, Pedro Sánchez, lamentou o acontecimento e transmitiu à presidente das Ilhas Baleares, Marga Prohens, a disponibilidade do Executivo em colaborar “com todos os meios e pessoal que sejam necessários”.
“Quero enviar as minhas condolências às famílias dos falecidos e os meus votos de rápida recuperação aos feridos”, escreveu Sánchez na sua conta oficial do X.
Tópicos
pub