Dia da Terra. Greta Thunberg alerta para medidas insuficientes na luta pelo clima

por RTP
Greta Thunberg faz alertas para o futuro Reuters

A ativista Greta Thunberg fez um aviso sério para o futuro. Utilizando as redes sociais, a sueca partilhou um vídeo para assinalar o Dia da Terra e revelar que as medidas tomadas para a neutralidade carbónica até 2050 são insuficientes. “Isto é um alerta de emergência para o público em geral”, avisa Thunberg que participa na Cimeira do Clima a convite de Joe Biden.

“Embora possamos enganar outras pessoas – e até nós próprios – não podemos enganar a natureza e a física”. São estas as palavras da ativista sueca para assinalar o Dia da Terra. Numa luta que há muito a tornou a cara de um movimento jovem que pede mais ação contra as alterações climáticas, Greta Thunberg quer mais compromisso por parte dos líderes mundiais.


Depois de muitos países terem chegado a um compromisso para atingir a neutralidade carbónica até 2050 e avisarem para os custos da inação, Greta Thunberg veio pedir mais transparência nas novas medidas.

“No Dia da Terra 2021, na Cimeira do Clima, os países vão apresentar compromissos como zero emissões de carbono até 2050. Vão apelidar estes objetivos de “ambiciosos” mas quando comparamos os nossos objetivos com a ciência atual vemos que existe uma lacuna”.

Greta Thunberg alertou que faltam muitos aspetos nos compromissos dos países para chegar a zero emissões carbónicas e que estão a ser ignorados. “É claro que estes objetivos são melhor que nada. Mas não podemos estar satisfeitos com algo que é melhor que nada”.

A ativista alerta que existe um grande intervalo entre o que pode ser feito e o que está a ser planeado e que é necessário haver mais informação para que se perceba que a ciência atual pode trazer muito mais respostas do que aquelas que estão a ser implementadas em todo o mundo.

“O intervalo entre conhecimento, ação e tempo é o maior elefante que já se encontrou numa sala. E a menos que o enfrentemos, não vamos alcançar grandes mudanças. E soluções reais não serão encontradas”.

Para além de convidada da Cimeira do Clima, Greta Thunberg vai dar o seu testemunho no Congresso norte-americano numa audiência sobre os subsídios dados à indústria dos combustíveis fósseis. A aparição da sueca será via videoconferência.

A Cimeira do Clima, promovida pelos Estados Unidos acontece numa altura em que cada vez mais jovens mostram preocupação com o futuro do planeta terra, assinalando as alterações climáticas como o grande problema a resolver para as próximas décadas.
Tópicos
pub