Discriminação das mulheres prejudica a economia

| Mundo
Discriminação das mulheres prejudica a economia

Esta é a conclusão de um estudo apresentado esta quarta feira, no Dia Internacional da Mulher.

O Produto Interno Bruto (PIB) da União Europeia (UE) pode crescer quase 10% nas próximas décadas, se forem registados avanços nesta área.

Se forem dadas mais oportunidades às mulheres, serão também criados mais de 10 milhões de novos empregos.

O estudo é do Instituto Europeu para a Igualdade de Género, que é revelado em Bruxelas, como nos conta a correspondente da Antena 1, Andrea Neves.

A informação mais vista

+ Em Foco

Veja ou reveja aqui os debates na RTP com os candidatos às presidências das câmaras municipais das 18 capitais de distrito de Portugal Continental. A série é transmitida até 14 de setembro.

    Natalidade, envelhecimento, turismo, agricultura, emigração, pobreza, saúde, desigualdades. A Antena 1 fixa o país em duas dezenas de retratos no caminho para as eleições autárquicas.

      Sem possibilidade de receber os ordenados em euros ou de pagar as contas em Portugal, muitos recorrem ao mercado negro para trocar dinheiro.

      É portuguesa a única equipa do mundo que faz o despiste genético de cancro do estômago. Os investigadores viram agora renovado o financiamento.