Erupção nas Canárias obriga à retirada massiva de pessoas. Governo português disponível para apoiar

por RTP
Borja Suarez - Reuters

Até ao momento as autoridades espanholas retiraram cinco mil habitantes de La Palma, mas estimam que até dez mil pessoas possam vir a ter de ser retiradas de casa. O vulcão Cumbre Vieja, nas Canárias, entrou em erupção no domingo perto das 15h00. O Governo português já se disponibilizou para fornecer apoio.

Depois de mais de uma semana de milhares de pequenos sismos na região, o vulcão Cumbre Vieja de La Palma entrou em erupção e deixou em alerta vermelho vários municípios da ilha. As autoridades estimam que possa ser necessário retirar até 10 mil pessoas das suas casas nas localidades que estão neste momento no caminho da lava.

De acordo com o Instituto Vulcanológico das Canárias (Involcan), o fluxo de lava continua a descer as encostas do vulcão a uma velocidade de 700 metros por hora, com temperaturas de 1.075 graus Celsius.

Mesmo nos municípios mais distantes, as autoridades recomendam à população que feche todas as janelas, persianas e portas para o exterior. Os habitantes destas localidades devem desligar o abastecimento de água, gás e eletricidade e procurar os pontos de encontro estabelecidos pelas autoridades.


Várias estradas foram cortadas ao trânsito por precaução. O presidente das Canárias, Ángel Víctor Torres, disse no domingo, em conferência de imprensa às 22h30, que os danos desta erupção “vão ser danos materiais”.

“Tudo indica que não haverá novos pontos de erupção. Poderá haver alguma nova fissura, mas garantimos a segurança dos cidadãos”, afirmou o responsável, indicando ainda que deverão libertar-se entre 17 a 20 milhões metros cúbicos de lava.

Na sequência da erupção, o primeiro-ministro Pedro Sánchez cancelou a viagem a Nova Iorque para participar na Assembleia Geral das Nações Unidas, que decorre esta semana. O governante viajou para La Palma no domingo e participou na reunião de emergência no domingo.

De acordo com uma nota enviada à agência Lusa pelo gabinete do primeiro-ministro António Costa, o Governo português enviou, no domingo à noite, uma mensagem de solidariedade ao homólogo espanhol e manifestou a disponibilidade de Portugal para fornecer apoio.

A Enaire, gestora de navegação aérea em Espanha, ativou o protocolo relativo a vulcões, mas ainda não recomendou a suspensão de voos para as Canárias, sendo que a decisão deve ser tomada pelas companhias aéreas.

No total, a ilha de La Palma tem cerca de 85 mil habitantes e encontra-se a 460 quilómetros da ilha da Madeira.

O Cumbre Vieja é um dos complexos vulcânicos mais ativos das ilhas Canárias, sendo o responsável por duas das três últimas erupções nas ilhas, o vulcão San Juan (1949) e o Teneguía (1971).

La Palma, com 85 mil habitantes, é uma das oito ilhas do arquipélago das Canárias, o maior e mais populoso arquipélago da Macaronésia, região da qual os Açores e a Madeira também fazem parte.
pub