EUA acusam taliban de violarem acordo ao acolherem líder da Al Qaeda

por Lusa
Antony Blinken acusou o regime talibã no Afeganistão de violar o acordo de Doha ao acolher em Cabul o líder da Al-Qaeda, Ayman al-Zawahir D.R.-Santiago Arcos

O secretário de Estado norte-americano acusou na segunda-feira o regime taliban no Afeganistão de violar "grosseiramente" o acordo de Doha ao acolher em Cabul o líder da Al Qaeda, Ayman al-Zawahiri.

Em comunicado, Antony Blinken também acusou os talibãs de terem traído repetidas garantias ao mundo de que não permitiriam que o território afegão fosse utilizado por terroristas para ameaçar a segurança de outros países.

"À luz da relutância ou incapacidade dos taliban em honrar os seus compromissos, continuaremos a apoiar o povo afegão com assistência humanitária e a defender a proteção dos seus direitos humanos, especialmente os das mulheres e raparigas", disse o secretário de Estado.

Os Estados Unidos anunciaram na segunda-feira a morte do líder da Al Qaeda.

O presidente norte-americano, Joe Biden, revelou que os agentes dos serviços de informação norte-americanos rastrearam Al-Zawahiri, que se encontrava numa casa no centro de Cabul, escondido com a família.

O chefe de Estado norte-americano aprovou a operação na semana passada, na segunda-feira, e esta foi executada no domingo de manhã.

 

pub