EUA condenam ex-militar venezuelano a 21 anos de prisão

por Lusa
Cliver Alcalá Cordones foi condenado a 21 anos e 8 meses de prisão Divulgação redes sociais

O ex-general do Exército venezuelano Cliver Alcalá Cordones foi condenado a 21 anos e 8 meses de prisão por fornecer armas à antiga guerrilha colombiana Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), informaram "media" venezuelanos.

O ex-general reformado de 62 anos, próximo do ex-presidente Hugo Chávez (1954-2013), declarou-se culpado em junho de 2023 de fornecer apoio material às FARC e de transferir ilicitamente armas de fogo, escreveu o portal Noticiero Digital.

"Os Estados Unidos consideram as FARC, que se dissolveram em 2016 como parte de um histórico acordo de paz com o governo colombiano, um grupo terrorista", acrescentou.

A decisão foi proferida pelo juiz federal Alvis Hellerstein, no Tribunal Federal de Manhattan, sendo o ex-militar venezuelano o primeiro de cinco acusados a ser condenado.

Os procuradores pediam pena de 30 anos de prisão, argumentando que, além de fornecer armas de uso militar às FARC, Cliver Alcalá Cordones recebeu milhões de dólares em subornos para proteger os carregamentos de cocaína do grupo da interferência dos militares venezuelanos.

O Noticiero Digital escreveu ainda que os advogados de defesa pediram que Cordones, detido em Nova Iorque desde a extradição da Colômbia em 2020, fosse condenado a não mais de seis anos, afirmando que este estaria sob o comando de Hugo Chávez quando ajudou as FARC e negando qualquer envolvimento no tráfico de droga.

Em 26 de março de 2020, funcionários da Direção de Controlo Antidrogas (DEA, sigla em inglês) dos EUA, detiveram, na cidade de Barranquilla, Colômbia, Cordones.

Segundo o diário colombiano El Tiempo, o homem apresentou-se voluntariamente na Direção Nacional de Inteligência, os serviços secretos da Colômbia, para ser levado às autoridades norte-americanas que o acusaram de estar envolvido numa rede de narcotráfico com vários políticos e militares venezuelanos.

 

Tópicos
pub