Falência da Thomas Cook. Algarve perspetiva milhares de euros de prejuízo

por Antena 1

Foto: Reuters

A região do Algarve prepara-se para ter milhares de euros em prejuízo na área do turismo. Uma consequência direta que advém da falência e a liquidação imediata da Thomas Cook, um dos maiores operadores turísticos do mundo e o segundo maior a operar para o Algarve.

Para o presidente da Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve, Elidérico Viegas, o encerramento desta empresa vai ter efeitos negativos no turismo do Algarve. Além de deixar de receber turistas, há ainda dívidas que ficarão por receber por parte das empresas algarvias.

Com esta falência, as autoridades britânicas terão agora que organizar um repatriamento maciço de cerca de 600 mil turistas em todo o mundo, incluindo 150 mil para a Grã-Bretanha.