Falso alarme de míssil balístico sobressalta Hawai

| Mundo

Exercício naval ao largo do Hawai
|

Num tempo de tensões entre os EUA e a Coreia do Norte, um falso alarme corre o risco de desencadear reacções em cadeia. Este durou pouco e foi desmentido quase imediatamente, evitando males maiores.

Segundo a notícia da CNN, o Serviço de Protecção Civil do Hawai e um tweet de uma senadora democrática referiram a existência de um alerta, falso, sobre um "míssil balístico a caminho do Hawai".

Segundo a senadora pelo Hawai, Mazie Hirono, "foi um falso alarme baseado num erro humano". A senadora acrescentou que, "num tempo de tensões acrescidas, temos de ter a certeza que toda a informação divulgada é verdadeira. Precisamos de ir até ao fundo no esclarecimento do que aconteceu e garantir que isso nunca volte a acontecer".

Por seu lado, o responsável do Serviço de Protecção Civil, Vern Miyagi, afirmou também que é agora atribuída uma elevada prioridade a perceber como pôde ser emitido um alerta falso.

Houve um primeiro alerta e depois um segundo, enviado para telefones no Hawai, 38 minutos depois de o primeiro ter sido denunciado como falso.

O comandante David Benham, porta-voz do Comando do Pacífico dos EUA confirmou que era errado o alerta e a porta-voz da Casa Branca, Lindsay Walters, remeteu todas as perguntas para o Departamento de Defesa.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Kim e Donald passaram do insulto à vontade mútua de fazer história. Bem-vindos à era das ilusões.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.