Fiji destacam soldados para manter a paz nas Ilhas Salomão

por Lusa
Cinquenta soldados das Fiji vão reforçar a segurança nas Ilhas Salomão Reuters

As Fiji vão destacar 50 soldados como parte de uma força de manutenção da paz liderada pela Austrália para as Ilhas Salomão após dias de tumultos que assolaram partes da capital Honiara.

"Por preocupação com a segurança e bem-estar dos nossos irmãos e irmãs do Pacífico nas Ilhas Salomão, 50 soldados fijianos serão enviados amanhã para Honiara como parte de um contingente reforçado integrado com forças australianas para ajudar a manter a paz e a segurança", informou o primeiro-ministro das Fiji, Frank Bainimarama.

O reforço elevará a força de manutenção da paz para quase 200 soldados e polícias, principalmente australianos.

A crise das Ilhas Salomão estalou na semana passada com três dias de tumultos em Honiara entre uma população que sofre de pobreza, fome e raiva perante as políticas do governo do país de 800.000 habitantes.

O governo é acusado de ser corrupto e de estar em dívida para com Pequim e outros interesses estrangeiros.

Nos tumultos, que deixaram pelo menos três pessoas mortas, os manifestantes tentaram incendiar a casa privada e o parlamento do primeiro-ministro antes de serem dispersos pela polícia com gás lacrimogéneo e tiros de aviso.

pub